Reforma Trabalhista foi aprovada pelo senado

A população está apreensiva com as mudanças que serão feitas pela reforma trabalhista. Para a maioria da população, as mudanças prejudicaram os trabalhadores; Contudo, existem pessoas que defendem a reforma trabalhista. Entre prós e contras, o texto base da reforma trabalhista foi aprovado no senado e segue para a sanção de Michel Temer, atual presidente. A sanção do presidente é a última etapa para que a reforma seja aprovada. Entenda os principais pontos da reforma que foi aprovada pelo Senado.

Remuneração

Com as atuais regras trabalhistas, a remuneração por produtividade não pode ser inferior à diária correspondente ao piso da categoria ou salário mínimo. Com a reforma, a remuneração por produtividade não pode ser inferior à diária correspondente ao piso da categoria ou salário mínimo. Além disso,  os trabalhadores e as empresas poderão negociar todas as formas de remuneração,sem a necessidade de fazer parte do salário.

Jornada de trabalho

Atualmente, a jornada é de até 8 horas diárias, 44 horas semanais ou 220 horas mensais, com no máximo 2 horas extras por dia. A reforma trabalhista muda a jornada de trabalho para 12 horas por dia, com 36 horas de descanso, respeitando o limite de 44 horas semanais e 220 horas mensais.

Demissão

Quando o trabalhador pede demissão ou é demitido por justa causa, ele não tem direito à multa de 40% sobre o saldo do FGTS. Com a reforma trabalhista, o contrato de trabalho poderá ser extinto de comum acordo, com pagamento de metade do aviso prévio e metade da multa de 40% sobre o saldo do FGTS. O empregado poderá ainda movimentar até 80% do valor depositado pela empresa na conta do FGTS. entretanto, o trabalhador perde o direito ao seguro-desemprego.

Gravidez

Com a reforma trabalhista, será permitido o trabalho de mulheres grávidas em ambientes considerados insalubres, desde que a empresa apresente atestado médico que garanta que não há risco para a gestante. Além disso, as mulheres demitidas têm até 30 dias para informar a empresa sobre a gravidez.

2 Comentários em "Reforma Trabalhista foi aprovada pelo senado"

  1. Espero que o proximo presidente conserte mais esse absurdo que fiseram contra os trabalhadores.
    Ja não tinha beneficio nenhum ainda cortam o seguro desemprego, isso sem falar no resto.

  2. Estamos tudo ferrado! !!a escravidão voltou!!!!!!

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*