Reforma trabalhista cria limite para terceirização

A reforma trabalhista foi aprovada no Senado. Dessa forma, falta apenas a sanção do atual presidente Michel Temer. Grande parte da população não está satisfeita com as medidas da reforma trabalhista. Contudo, uma boa notícia é o fato da reformar trabalhista criar limites para a lei de terceirização. Entenda o limite da terceirização.

Limite terceirização na reforma trabalhista

Com a reforma trabalhista, a terceirização é limitada da seguinte forma: o empregado que for demitido não poderá ser contratado por empresa prestadora de serviços para trabalhar como funcionário terceirizado em sua antiga empresa. O prazo de carência para a contratação é também de 18 meses. A proposta dificulta que uma empresa repasse sua equipe para uma companhia terceirizada.

Além disso, existira um procedimento parecido com uma “quarentena” para que as empresas contratarem seus funcionários como terceirizados. Os funcionários terceirizados devem ter acesso às instalações da empresa em que trabalham, como refeitórios e ambulatórios. Vale ressaltar que a regra não contempla benefícios como vale-alimentação ou plano de saúde, que podem ser diferentes e são acertados com cada empregador.

A fonte da notícia é o site G1. Para ler a matéria completa, clique qui.

Seja o primeiro a comentar em "Reforma trabalhista cria limite para terceirização"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*