Por que ele merece e eu não?

No ambiente do mercado de trabalho, algumas pessoas se perguntam: por que eu não consegui o emprego e o concorrente sim? Quando estão empregadas a pergunta é: por que um colega de trabalho consegue melhores cargos ou ganha mais? Existem vários motivos, mas um dos maiores é a chamada proatividade. Para quem ainda não sabe, proatividade é fazer mais do que é esperado, superar as expectativas, fazer sempre algo a mais, ou seja, ser proativo. Leia a seguir uma história muito interessante.

“Por que ele merece e eu não?”

Em uma empresa, Marcelo e Roberto eram amigos e conseguiram um bom emprego. Contudo, Marcelo começou a ganhar destaque na empresa, diferente de Roberto, um simples funcionário; fato que gerou uma inveja no relacionamento de amizade entre eles. Marcelo foi promovido 3 vezes, enquanto Roberto continuava com o mesmo cargo e o mesmo salário. Um dia, Roberto foi diretamente ao gerente da empresa, explicou a sua indignação e inveja e perguntou: “Por que ele merece e eu não?”.

Resposta

O gerente explicou solicitando um simples trabalho. Ele disse: “vá ao mercado e veja quanto custa um abacaxi”. Roberto saiu nervoso e foi cumprir a ordem. Ao retornar, ele respondeu ao patrão: “não tem abacaxi, mas eu sei que o preço em um mercado é de aproximadamente 5 reais.”

Neste momento, o gerente chamou Marcelo e solicitou o mesmo trabalho: “vá ao mercado e veja quanto custa um abacaxi”. Marcelo obedeceu a ordem e, ao retornar, ele respondeu ao patrão: “não tem abacaxi no mercado que solicitou, mas eu olhei em outro e o preço é de R$3,50. Caso o senhor compre uma caixa, cada fruta vai custar 3 reais. Além disso, se preferir, existem outras frutas cítricas, fiz essa lista para o senhor escolher”.  Marcelo entregou para o gerente um pequena lista de nomes de frutas e os preços em atacado e varejo”. O patrão pediu licença a Marcelo e perguntou a Roberto: a sua pergunta está respondida? Ele, totalmente sem resposta, apenas afirmou que entendeu o motivo do colega merecer e ele não.

Seja proativo

Essa história é fictícia, mas é muito interessante para o mercado de trabalho. Em uma dinâmica em grupo, será que os reprovados foram proativos? Talvez não. Demonstraram que realmente queriam e sabiam trabalhar superando expectativas?

Um dos maiores critérios de análise de um recrutador perante aos candidatos é verificar se o profissional é proativo ou não. Será que o candidato supera as expectativas? Pense nisso antes de ir a uma entrevista de emprego e, se aprovado, entenda como um conselho profissional: proatividade sempre!

Feliz Ano Novo

A equipe de redação do site Notícias de Empregos deseja a todos os leitores um Feliz Ano Novo, que em 2017 tenhamos mais notícias sobre vagas de empregos e, principalmente, que o Brasil saia da crise de desemprego, pois todo o brasileiro merece ter oportunidade para trabalhar e conseguir um bom salário! Obrigado!

Seja o primeiro a comentar em "Por que ele merece e eu não?"

Deixe um comentário

Seu email não será publicado.


*